Tabela INSS 2022: Alíquotas, Cálculo, Calendário e Extrato

A Tabela INSS 2022 é um dos benefícios mais esperados pelos brasileiros neste momento.

Muitos beneficiários estão neste momento começando a se programar para utilização do benefício do INSS para 2022.

Mas o que a Tabela INSS 2022 traz de novidades? Quais dúvidas você possui. Neste artigo vamos falar sobre o que é o INSS, a Tabela INSS 2020, cálculo das alíquotas, as diferenças entre segurados, consulta ao valor do benefício e como acessar o seu extrato.

O que é INSS

O INSS é um órgão do governo federal responsável pelo recebimento das contribuições que mantém o regime geral da Previdência Social.

O INSS está associado ao ministério da economia e o regime geral, e realiza o controle de pagamento das aposentadorias no país. Além das aposentadorias o regime geral realiza os seguintes controles e pagamentos:

Todo o trabalho de processamento dos dados utilizados pela Previdência Social é realizado por uma empresa de tecnologia chamada Dataprev.

Além de seguir as determinações oriundas do regime geral da Previdência Social, cada estado e município no Brasil podem estabelecer a criação de regimes locais e regionais conforme a necessidade identificada na região.

Cabe lembrar que o financiamento desses regimes será condicionado a contribuições que não estão associadas às contribuições do regime geral. Ou seja, cada regime pode implicar na criação de novas contribuições.

Tabela INSS 2022
Tabela INSS 2022

 

 

Tabela INSS 2022: Alíquotas de contribuição

A tabela INSS 2021, considerando suas alíquotas de contribuição, funciona da seguinte maneira:

Alíquotas para segurado empregado, empregado doméstico e trabalhador avulso, estas alíquotas passar a vigorar a partir de 1º de janeiro de 2022.

SALÁRIO-DE-CONTRIBUIÇÃO (R$)

ALÍQUOTA PROGRESSIVA PARA FINS DE RECOLHIMENTO AO INSS

até 1.212,00

7,5%

de 1,212,01 até 2.427,35

9%

de 2.427,36 até 3.641,03

12%

de 3.641,04 até 7.087,22

14%

TABELA DE CONTRIBUIÇÃO DOS SEGURADOS EMPREGADO, EMPREGADO DOMÉSTICO E TRABALHADOR AVULSO, PARA PAGAMENTO DE REMUNERAÇÃO A PARTIR DE 1º DE JANEIRO DE 2022

BASE DE CONTRIBUIÇÃO (R$)

ALÍQUOTA PROGRESSIVA INCIDINDO SOBRE A FAIXA DE VALORES

até 1.212,00

7,5%

de 1,212,01 até 2.427,35

9%

de 2.427,36 até 3.641,03

12%

de 3.641,04 até 7.087,22

14%

de 7.087,23 até 12.136,79

14,5%

de 12.136,80 até 24.273,57

16,5%

de 24.273,58 até 47.333,46

19%

acima de 47.333,46

22%

*As alíquotas de 5 e 11% não compõem o cálculo de aposentadoria por tempo de contribuição, tão pouco para a certidão de tempo de contribuição.

O teto da previdência passa de R$ 6.433,57 para R$ 7.087,22 (sete mil e oitenta e sete reais e vinte e dois centavos), um reajuste de 10,16%

Exemplo de cálculo de alíquota da tabela INSS 2022

A tabela INSS 2022 possui alíquotas específicas de contribuição, que são a base para o cálculo do benefício a ser recebido.

Por exemplo, na faixa de 9% se o trabalhador recebe um salário de R$ 1.650,00 deverá contribuir mensalmente com o valor de R$ 148,50.

Se o trabalhador recebe salário de R$ 2.700,00 será enquadrado na faixa de 12%, contribuindo com R$ 324,00 por mês.

Agora, se o trabalhador recebe, por exemplo, R$ 5000,00, se na faixa de 14%, devendo contribuir com R$700,00 mensais.

Para os contribuintes individuais, o salário mínimo, hoje em R$ 1.212,00, é a base para o cálculo da contribuição.

Para quem recebe o mínimo deverá pagar R$ 90,90 de contribuição para o INSS.

Qual a diferença de segurados do INSS?

Na tabela INSS 2022, a contribuição ao benefício e o seu respectivo pagamento obedecem algumas regras, e uma delas é o tipo de segurado, ou seja, o tipo de atividade profissional exercida. Os segurados são classificados em 6 categorias distintas:

  • Empregados: são todos os trabalhadores portadores de carteira de trabalho assinada e prestando serviço intermitente mediante recebimento de salário;
  • Empregados domésticos: são trabalhadores portadores de carteira de trabalho assinada, prestando serviços em casa de família não desenvolvedora de atividade com fins lucrativos na residência. Caseiros, domésticos, governantas, jardineiros, motoristas e mordomos são alguns desses profissionais;
  • Trabalhadores avulsos: são trabalhadores prestando serviços a empresas diversas, porém não estabelecem vínculo empregatício. Estes profissionais costumam trabalhar para órgãos responsáveis pela gestão de mão de obra e para sindicatos;
  • Contribuintes individuais: estes são os profissionais que exercem atividade por conta própria e sem vínculo empregatício. Ambulantes, autônomos, empresários e feirantes são seus principais profissionais;
  • Especiais: nesta categoria se enquadram os profissionais que realizam produção individual ou caracterizada pelo regime de economia familiar, sem a necessidade de empregados. Pescadores artesanais e trabalhadores rurais são seus principais profissionais;
  • Facultativos: todas as pessoas acima dos 16 anos que não exercem qualquer tipo de atividade profissional com remuneração mas optam pela contribuição junto a Previdência são considerados contribuintes facultativos. Donas de casa e estudantes são seus principais exemplos.

Descontos dos Servidores Federais

De acordo com a portaria 2.963, os servidores ativos da União, (incluindo autarquias e fundações), deverão seguir as alíquotas progressivas, de acordo com a faixa salarial.

Para os servidores federais inativos e pensionistas, a contribuição será sobre o que exceder o teto do INSS (R$ 7.087,22), explica Wagner Souza, do Ieprev (Instituto de Estudos Previdenciários).

No caso de um servidor aposentado que recebe R$ 10.000,00 de benefício, o excedente sobre o teto é de R$ 2.912,78 (10.000-7.087,22).

Dessa forma, será aplicada a alíquota referente ao excedente sobre o teto (2.912,78), veja como ficará o calculo de contribuição deste servidor:

R$ 2.912,78 -12,5% = 364,0975

Assim, a contribuição previdenciária desse servidor será de R$ 364,10

A cobrança de novas alíquotas para servidores federais vem sendo criticada pelo Condsef (Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal).

Piso previdenciário

O piso previdenciário, valor mínimo dos benefícios do INSS (aposentadoria, auxílio-doença, pensão por morte) e das aposentadorias dos aeronautas, será de R$ 1.212,00. O piso é igual ao novo salário mínimo nacional, fixado para o ano de 2022.

No auxílio-reclusão, benefício pago a dependentes de segurados de baixa renda recolhido à prisão em regime fechado, o salário de contribuição terá como limite o valor de R$ 1.655,98.

O Benefício de Prestação Continuada da Lei Orgânica da Assistência Social (BPC /LOAS) – destinado a idosos e a pessoas com deficiência em situação de extrema pobreza –, a renda mensal vitalícia e as pensões especiais para dependentes das vítimas de hemodiálise da cidade de Caruaru (PE) também sobem para R$ 1.212,00.

Já o benefício pago a seringueiros e aos dependentes, com base na Lei nº 7.986/89, passa a valer R$ 2.424,00. A cota do salário-família passa a ser de R$ 56,47, para o segurado com remuneração mensal não superior a R$ 1.655,98.

Calendário de benefício INSS 2022

O calendário de de pagamentos do benefício é sempre definido no início do ano em que será realizado o pagamento.

Os mais de 36 milhões de beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) já podem checar a data de depósito dos benefícios ao longo de todo o ano que está chegando.

Como de costume, os depósitos seguirão a mesma sequência de anos anteriores.

Para aqueles que recebem um salário mínimo, os depósitos referentes a janeiro serão feitos entre os dias 25 de janeiro e 7 de fevereiro, já com o valor reajustado. Segurados com renda mensal acima do piso nacional terão seus pagamentos creditados a partir de 1 de fevereiro.

Mas para que você tenha uma noção de como funciona este calendário e possa pensar em se programar, o calendário 2021 pode ser consultado neste artigo sobre o calendário de pagamento do INSS 2022.

Como consultar valor do benefício (MEU INSS)

Para realizar a consulta de seu benefício você precisa ter login e senha de acesso aos serviços do governo federal.

De posse desses dados você deve acessar o portal https://meu.inss.gov.br/central/#/ e informar os dados de acesso.

O menu com as informações que podem ser consultadas está localizado do lado direito do portal.

Você poderá consultar informações como extrato previdenciário, aposentadoria por idade, histórico de crédito do benefício, agendamentos, requerimentos e resultados de perícias dentre outras informações.

Como fazer a consulta a extrato INSS 2022

A consulta ao extrato do INSS pode ser consultado através do serviço Meu INSS. Após acessar o site e realizar o login, basta ir ao Menu e selecionar a opção Histórico de Crédito de benefício.

Nesta opção você terá a informação detalhada de seu histórico no INSS. Esta opção serve como comprovação da renda do beneficiário, com informações sobre o valor e data e pagamento do seu benefício.

Neste artigo esclarecemos todas as dúvidas sobre a Tabela INSS 2022, como alíquotas, extrato, valores, diferenças entre os tipos de segurados e contribuições, além claro de explicar o que é o INSS.

Com estas informações em mãos, você já pode começar a se programar para utilização de seu benefício, bem como acompanhar os valores aos quais tem direito.

5/5 - (7 votes)
1 comentário em “Tabela INSS 2022: Alíquotas, Cálculo, Calendário e Extrato

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Top