Tabela Seguro Desemprego 2021: Valores e Novas regras

Veja a Tabela Seguro Desemprego 2021 atualizada, veja quais são os valores repassados para os trabalhadores que foram demitidos sem justa causa e deram entrada no seguro desemprego.

Houve um reajuste de 5,16%, o valo máximo passa a ser de R$ 1.911,84 e o valor mínimo de um salário mínimo atual (R$ 1100,00). Neste ano há uma importante novidade para quem vai receber o seguro desemprego.

A mudança é que a partir de março de 2021 quem receber o beneficio terá que pagar INSS, ou seja,  o trabalhador terá o tempo de contribuição para a aposentadoria contado mesmo no período que estiver. Esta regra foi definida na MP 905/2019, chamada de Programa Verde Amarelo.

Porém, em alguns casos o trabalhador fica desempregado antes de conseguir a aposentadoria, isso pode ocorrer por vários motivos, pensando nisso, o Governo disponibiliza o amparo por um determinado período para aqueles que se enquadrem nos requisitos que serão listados logo abaixo.

  • Valor até R$  1686,79 : multiplica-se o salário médio por 0,8 (80%)
  • De R$ 1.686,80 até R$ 2.811,60: o que exceder R$ 1.686,79 será multiplicado por 0,5 (50%) e somado a R$ 1.349,43
  • Acima de R$ 2.811,60 : a parcela será de R$ 1911,84.

Calcule aqui o seu Seguro Desemprego

O que é o Seguro Desemprego?

O seguro desemprego é um dos mais importantes benefícios que o trabalhador tem direito, ele ampara aqueles que perderem o seu trabalho (com exceção da justa causa).

O Seguro Desemprego paga entre 3 a 5 parcelas. É necessário verificar todos os requisitos para poder solicitá-lo.

Quem tem direito ao Seguro Desemprego?

  • Trabalhador formal e doméstico, em virtude da dispensa sem justa causa, inclusive dispensa indireta;
  • Trabalhador formal com contrato de trabalho suspenso em virtude de participação em curso ou programa de qualificação profissional oferecido pelo empregador;
  • Pescador profissional durante o período do defeso;
  • Trabalhador resgatado da condição semelhante à de escravo.

Tabela Seguro Desemprego 2021

 

Como Solicitar o Seguro Desemprego pela internet?

Diferente de antes, agora o trabalhador poderá solicitar o seguro desemprego pela internet, sem necessidade de enfrentar filas e agendamentos nos postos físicos. Veja o passo a passo abaixo.

  1. Acesse o site Cidadão BR e realize o cadastro;
  2. Acesse o site do MTE e faça login com os dados cadastrados anteriormente;
  3. Logo após ter feito login, procure a aba de requerimento do seguro desemprego;
  4. Tenha em mãos os papéis de requerimento concedido pela empresa na qual foi demitido.

O passo a passo completo está aqui

Como solicitar o seguro desemprego pelo aplicativo?

Para solicitar o seguro desemprego 2021,  amaneira mais fácil é por meio do aplicativo Carteira de Trabalho Digital. Ele está disponível nos sistemas Android e IOS

Será necessário informar o CPF e o documento de requerimento do seguro desemprego, que normalmente é fornecido logo no momento de rescisão contratual.

Depois do cadastramento deverá aguardar por 30 dias para aprovação do benefícios e começar a receber suas parcelas do seguro desemprego.

Veja este tutorial de como solicitar:

Documentos Necessários:

  • Documento de identificação;
  • CTPS – Carteira de Trabalho e Previdência Social, independente do modelo;
  • Documento de Identificação de Inscrição no PIS/PASEP;
  • Requerimento de Seguro Desemprego / Comunicação de Dispensa impresso pelo Empregador Web no Portal Mais Emprego;
  • TRCT (Termo de Rescisão do Contrato de Trabalho​), com o código 01 ou 03 ou 88, devidamente homologado, para os contratos superiores a um ano de trabalho ou Termo de Quitação de Rescisão do Contrato de Trabalho (acompanha o TRCT) nas rescisões de contrato de trabalho com menos de um ano de serviço ou Termo de Homologação de Rescisão do Contrato de Trabalho (acompanha o TRCT) nas rescisões de contrato de trabalho com mais de um ano de serviço;
  • Documentos de levantamento dos depósitos no FGTS ou extrato comprobatório dos depósitos;
  • CPF.

Tabela Seguro Desemprego 2021

Com a Tabela Seguro Desemprego 2021 será possível realizar os cálculos e obter resultados referente ao pagamento das parcelas do seguro desemprego.

tabela do seguro desemprego 2021

Com um reajuste na Tabela Seguro Desemprego 2021 os trabalhadores passarão a receber um valor superior ao ano de 2021, isso por conta do novo salário mínimo que passou de R$ 1.045,00 para R$ 1.100,00, um reajuste de 5,45% conforme o INPC – Índice Nacional ao Consumidor.

Esse aumento será bem-vindo à todos que solicitarem o seguro, principalmente depois do aumento do salário mínimo.

Com o percentual tão mínimo do aumento do salário mínimo a tabela do seguro desemprego também sofreu um aumento pequeno.

Nova regra do seguro desemprego 2021: Desconto do INSS

As alíquotas que serão descontadas do trabalhador desempregado vai variar entre 7,5% a 9%, o valor vai ficar entre R$ 82,5 e R$ 155,56, considerando os limites válidos hoje para o seguro-desemprego.

Exemplos:

Média salarial de R$ 1.100

  • Seguro-desemprego: R$ 1.100
  • Alíquota previdenciária de 7,5%: R$ 82,5
  • Total do benefício com o desconto: R$ 1.017,5

Média salarial de R$ 3 mil

  • Seguro-desemprego: R$ 1.911,84
  • Alíquota previdenciária de 7,5% sobre R$ 1.100: R$ 82,5
  • Alíquota previdenciária de 9% sobre R$ 811,84 (R$ 1911,84 – R$ 1.100): R$ 73,06
  • Total do benefício com desconto: R$ 1.756,28

Quantidade de parcelas

Veja abaixo quantas parcelas você terá direito de receber, de acordo com o tempo de trabalho.

Primeira solicitação:

Tem direito a receber 4 (quatro) parcelas, caso comprove vínculo entre 12 (doze) meses e 23 (vinte e três) meses, no período de referência

Tem direito a receber 5 (cinco) parcelas, caso comprove vínculo entre 24 (vinte e quatro) meses, no período de referência;

Segunda solicitação:

Tem direito a receber 3 (três) parcelas, caso comprove vínculo entre 9 (nove) meses e 11 (onze) meses, no período de referência;

Tem direito a receber 4 (quatro) parcelas, caso comprove vínculo entre 12 (doze) meses e 23 (vinte e três) meses, no período de referência;

Tem direito a receber 5 (cinco) parcelas, caso comprove vínculo de no mínimo 24 (vinte e quatro) meses, no período de referência;

Terceira solicitação:

Tem direito a receber 3 (três) parcelas, caso comprove vínculo entre 6 (seis) meses e 11 (onze) meses, no período de referência;

Tem direito a receber 4 (quatro) parcelas, caso comprove vínculo entre 12 (doze) meses e 23 (vinte e três) meses, no período de referência;

Tem direito a receber 5 (cinco) parcelas, caso comprove vínculo de no mínimo entre, 24 (vinte e quatro) meses, no período de referência.

Como acompanhar a liberação do seguro desemprego

Agora ficou mais fácil para fazer o acompanhamento da liberação do seu benefício. Com a possibilidade de fazer quase tudo pela internet e aplicativo, coisas que antes teríamos que ir à agencia para saber, hoje está a palma das nossas mãos.

Acompanhe a liberação do seu seguro desemprego pelos seguintes locais:

  • Portal gov.br
  • Aplicativo da Carteira de Trabalho Digital.

Nestes locais é possível verificar o valor e a quantidade de parcelas, bem como as datas de liberação do benefício.

Como e onde receber o seguro desemprego?

Se tiver direito, o trabalho receberá seu benefício a cada 30 dias, caso todos os critérios determinados na lei forem atendidos.

O recebimento será feito na seguinte ordem, por meio de:

a) depósito em conta e banco informados pelo próprio trabalhador;

b) depósito em conta poupança de titularidade do trabalhador identificada na CAIXA;

c) depósito em conta poupança social digital da CAIXA;

Poderá ainda receber presencialmente, indo na agência da CAIXA.

Caso o trabalhador não tenha informado os dados de conta e banco ou não possua conta poupança na CAIXA, o recebimento será feito por meio de:

d) terminais de autoatendimento, lotéricas e casas de conveniência da CAIXA com o cartão cidadão;

e) agências da CAIXA, com apresentação de documento de identificação e número de CPF.

Ainda tem dúvidas?

Ligue no número 158 para mais informações ou dúvidas sobre este serviço.

Gostou do artigo?

Avalie e compartilhe para que possamos levar informações de qualidade a mais pessoas.

Qualquer dúvida, opinião, deixe um comentário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top